Picture of author.

Tietoja tekijästä

Includes the name: Laurentino Gomes

Tekijän teokset

1822 - portuguese (2010) 245 kappaletta
1889 (Em Portugues do Brasil) (2013) 121 kappaletta
1808 - Edição Juvenil (2008) 31 kappaletta
Escravidão (2021) 6 kappaletta

Merkitty avainsanalla

Yleistieto

Syntymäaika
1956
Sukupuoli
male
Kansalaisuus
Brazil

Jäseniä

Kirja-arvosteluja

Do autor dos best-sellers 1808, 1822 e 1889

As raízes do Brasil com o corpo na América e a alma na África

Maior território escravista do hemisfério ocidental, o Brasil recebeu cerca de 5 milhões de cativos africanos, 40% do total de 12,5 milhões embarcados para a América ao longo de três séculos e meio. Como resultado, o país tem hoje a maior população negra do planeta, com exceção apenas da Nigéria. Foi também, entre os países do Novo Mundo, o que mais tempo resistiu a acabar com o tráfico de pessoas e o último a abolir o cativeiro, por meio da Lei Áurea de 1888 ― quatro anos depois de Porto Rico e dois depois de Cuba.

Nenhum outro assunto é tão importante e tão definidor da nossa identidade nacional quanto a escravidão. Conhecê-lo ajuda a explicar o que fomos no passado, o que somos hoje e também o que seremos daqui para a frente. Em um texto impactante e rigorosamente documentado, Laurentino Gomes lança o primeiro volume de sua nova trilogia, resultado de 6 anos de pesquisas, que incluíram viagens por 12 países e 3 continentes.
… (lisätietoja)
 
Merkitty asiattomaksi
Twerp1231 | 1 muu arvostelu | Oct 14, 2023 |
O tão esperado terceiro e último volume da trilogia Escravidão, de Laurentino Gomes

Do autor dos best-sellers 1808, 1822 e 1889

Na tarde em que o príncipe dom Pedro chegou às margens do Ipiranga, em 7 de setembro de 1822, o Brasil estava empanturrado de escravidão. Comprar e vender gente era o maior negócio do novo país independente. Homens e mulheres escravizados perfaziam mais de um terço do total de habitantes, estimado em 4,7 milhões de pessoas. Outro terço era composto por negros forros e mestiços de origem africana – uma população pobre, analfabeta e carente de tudo, dominada pela minoria branca. Os indígenas, já dizimados por guerras, doenças e invasão de seus territórios, sequer apareciam nas estatísticas.

O último livro da trilogia Escravidão é dedicado ao século XIX; à Independência; ao Primeiro e ao Segundo Reinados; ao movimento abolicionista, que resultou na Lei Áurea de 13 de maio de 1888; e ao legado da escravidão, que ainda hoje emperra a caminhada dos brasileiros em direção ao futuro. A escravidão era, na definição de José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência, "um cancro que contaminava e roía as entranhas da sociedade brasileira". Disseminado por todo o território, o escravismo perpassava todas as atividades e todas as classes sociais. Maior território escravista da América em 1822, o Brasil assim se manteria até o final do século XIX, com sua rotina pautada pelo chicote e pela violência contra homens e mulheres escravizados.

Nenhum outro assunto é tão importante e tão definidor da nossa identidade nacional quanto a escravidão. Conhecê-lo ajuda a explicar o que fomos no passado, o que somos hoje e também o que seremos daqui para a frente. Em um texto impactante e ricamente ilustrado com imagens e gráficos, Laurentino Gomes lança o terceiro volume de sua obra, resultado de 6 anos de pesquisas, que incluíram viagens por 12 países e 3 continentes.
… (lisätietoja)
 
Merkitty asiattomaksi
Twerp1231 | Oct 14, 2023 |
Do autor dos best-sellers 1808, 1822 e 1889

O tão esperado segundo volume da trilogia Escravidão, de Laurentino Gomes

Entre 1700 e 1800, cerca de dois milhões de homens e mulheres foram arrancados de suas raízes africanas, embarcados à força nos porões dos navios negreiros e transportados para o Brasil. Muitos seriam vendidos em leilões públicos antes de seguir para as senzalas onde, sob a ameaça do chicote, trabalhariam pelo resto de suas vidas. No final do século XVIII, a América Portuguesa tinha a maior concentração de pessoas de origem africana em todo o continente americano.

No segundo volume de Escravidão - Da corrida do ouro em Minas Gerais até a chegada da corte de dom João ao Brasil, Laurentino Gomes concentra-se no século XVIII. O período representou o auge do tráfico negreiro no Atlântico, motivado pela descoberta das minas de ouro e diamantes no país e pela disseminação, em outras regiões da América, do cultivo de cana-de-açúcar, arroz, tabaco, algodão e outras lavouras marcadas pelo uso intensivo de mão de obra cativa.

Nenhum outro assunto é tão importante e tão definidor da nossa identidade nacional quanto a escravidão. Conhecê-lo ajuda a explicar o que fomos no passado, o que somos hoje e também o que seremos daqui para a frente. Em um texto impactante que inclui imagens e gráficos, Laurentino Gomes lança o segundo volume de sua obra, resultado de 6 anos de pesquisas, que incluíram viagens por 12 países e 3 continentes.
… (lisätietoja)
 
Merkitty asiattomaksi
Twerp1231 | 1 muu arvostelu | Oct 14, 2023 |
A história completa da Proclamação da República no terceiro volume da premiada trilogia de Laurentino Gomes

Nas últimas semanas de 1889, a tripulação de um navio de guerra brasileira ancorado no porto de Colombo, capital do Ceilão (atual Sri Lanka), foi pega de surpresa pelas notícias alarmantes que chegavam do outro lado do mundo. O Brasil finalmente havia se tornado uma república.

Com 67 anos de história, o império brasileiro, tido como a mais sólida, estável e duradoura experiência de governo na América Latina, desabou na manhã de 15 de novembro. O admirado imperador Pedro II, um dos homens mais cultos da época, que ocupou o trono por quase meio século, foi obrigado a sair do país junto com toda a família imperial. Vivia agora exilado na Europa, banido pra sempre da terra em que nasceu.

Enquanto isso, os destinos do novo regime estavam nas mãos de um marechal já idoso e bastante doente, o alagoano Manoel Deodoro da Fonseca, considerado até então um monarquista convicto e amigo do imperador deposto. Assim, o Brasil inaugurou uma peculiar república sem povo.

A distância entre os sonhos e a realidade brasileira da época é o pano de fundo dos capítulos que compõem esta obra, que fecha a trilogia iniciada com 1808, sobre a fuga da família real para o Rio de Janeiro, seguida por 1822, sobre a Independência do Brasil. Somados, os dois livros venderam mais de 1,5 milhão de exemplares no Brasil e ganharam quatro prêmios Jabuti, o mais prestigiado da literatura brasileira.

Com 24 capítulos e ricamente ilustrado, 1889 contribui para a compreensão de um dos períodos mais controversos da história do país, em um relato cativante que explica não só os acontecimentos que levaram à queda da monarquia, mas também outros episódios importantes da história brasileira como a Guerra do Paraguai e o movimento abolicionista.
… (lisätietoja)
 
Merkitty asiattomaksi
Camargos_livros | Aug 30, 2023 |

Palkinnot

You May Also Like

Tilastot

Teokset
26
Jäseniä
1,122
Suosituimmuussija
#22,906
Arvio (tähdet)
4.1
Kirja-arvosteluja
24
ISBN:t
35
Kielet
2

Taulukot ja kaaviot